ABC para Estudantes

ABC- PARA ESTUDANTES DE MEDICINA

Boa tarde!

Estou no 1º ano de medicina, 2º semestre.

Me interesso muito em fazer residência na Alemanha, e estou procurando como faço desde já para fazer um planejamento.

Gostaria de saber se pode me informar como faço para proceder, se a minha faculdade influencia, ou as matérias que tenho. que notas preciso ter, entre outros fatores que envolvam essa escolha.

Agradeço desde já!

 

Oi!

Nossa, muito legal você já estar interessada assim tão cedo.

 

Aqui é sempre importante, qualquer que seja a atividade - doutorado, residência... - que o programa de disciplinas seja descrito com sua nota. Mas a comparação é depois realizada dependendo de onde vc queira ir. Cada Estado alemão tem suas regras nesse sentido. E ele deve ser traduzido por tradutor juramentado ou no consulado alemão.

 

Nesse ponto, por exemplo, já vi diferentes situações: 1. no meu caso, não precisei "voltar" a cursar nenhuma outra disciplina na universidade (sim, sim.. principalmente em universidades asiáticas isso é um problema: às vezes o médico formado tem que voltar 1 ou 2 semestres para cobrir algumas disciplinas curriculares...), nem precisei fazer prova de reconhecimento de diploma (aqui na Bavaria, ela pode ser requerida 4 anos após início da Residência, para se receber a "Approbation"- ou autorização para clinicar em toda Alemanha - , mas eu não precisei disso e recebi a "Approbation" sem problemas). 2. Outras colegas, também formadas pela Universidade Federal do Ceará, como eu, tiveram que fazer  a tal prova em Berlim ou em Nordrhein-Westfalen... Então realmente depende muito da localização e das regras da cidade que você pretende ir.

 

Sobre notas: o esquema daqui é totalmente diferente do Brasil. Enquanto na Alemanha as notas variam de 1 a 5 e "1" é a melhor, no Brasil variam de 0 a 10, como conhecemos. A maioria das bolsas pedem rendimento acima da média, ou seja, acima de 70%. Traduzindo: se suas notas ficarem acima de 8,0 no Brasil está ótimo, mas se puder ser melhor ainda, melhores ficam suas chances. Afinal, você vai concorrer com alemães, precisa mostrar um pouco mais de "serviço". Lembre-se: aqui não tem prova de residência, antes, análise de currículo. 

 

Importante lembrar que, se você puder ter uma monitoria ou projeto de pesquisa durante a graduação, isso é visto com bons olhos. Mas projetos de extensão, infelizmente, não são tão relevantes assim. 

 

O ideal também seria que, ainda durante a faculdade, você viesse ou com uma bolsa de estudos, por exemplo, do DAAD (Deutscher Akademischer AustauschDienst) ou da CAPES para um estágio ou mesmo parte do Internato em alguma universidade alemã. Assim você já poderia "abrir algumas portas" para uma candidatura no futuro. Se você também for no site da universidade alemã mesmo, lá geralmente oferece cursos para estudantes estrangeiros, a maioria em inglês. Vale a pena dar uma olhadinha.

 

O mais importante é que você seja fluente no alemão. Isso facilita muito sua vida. Alguns lugares requerem uma prova de alemão para médicos, com nível alto: C1 (ser fluente na língua falada e escrita, só tem um nível acima, o C2). Começando cedo já é um bom caminho!

 

Espero que tenha ajudado!

Boa sorte,

 

Lídia

Blog

02/04/2018 17:05
Sobre os custos básicos de vida na Alemanha   Oi, gente querida! Espero...
01/08/2017 17:31
É sempre gratificante receber o retorno de pessoas que acompanham o Blog....
26/07/2017 12:31
    Aqui na Alemanha também podemos, como no Brasil, oferecer cursos...
17/01/2017 11:42
Let's talk about money:  Muitos me perguntam "quanto ganha um...
17/01/2017 11:40
  Estou compartilhando essas novas e importantes informações que recebi...
Itens: 1 - 5 de 19
1 | 2 | 3 | 4 >>

Contato

Médica brasileira na Alemanha medicabrasileiranaalemanha@gmail.com